Juros Simples



O regime de juros simples é caracterizado pela cobrança de uma taxa sobre o valor principal, ou seja, não serão cobrados juros sobre juros que já foram cobrados. Para entendermos como isso funciona, vamos resumir na seguinte fórmula:

Fórmula para Juros Simples

Na qual:

  • J – são os juros cobrados;
  • P – é o valor principal, ou valor inicial da transação financeira;
  • i – é a taxa de juros cobrada durante o empréstimo;
  • n – número de períodos, ou tempo que vai durar a operação.

Perceba pela fórmula que o valor dos juros cobrados é relativo diretamente ao valor principal, diferentemente do caso do regime de juros compostos, onde há cobrança dos chamados juros sobre juros.

A fórmula cima citada permite desvendar qual será o valor cobrado na forma de juros em uma operação financeira, porém se você quiser descobrir o montante total a ser pago ao final desta operação, a fórmula se apresentaria desta maneira:

Fórmula para montante de juros simples

Em que M é o montante total ao final da operação.

Exemplo de Juros simples

Para entendermos como funcionam os juros simples, vamos exercitar na prática como funciona o cálculo dos mesmos.

1)      Calcular os juros simples de R$ 1200,00 a 13 % a.t. (ao trimestre) por 4 meses e 15 dias.

Resposta:

Exemplo de cálculo de Juros Simples

2)      Quanto deveria ser pago o montante pago em um empréstimo de R$ 50.000,00 com taxa de juros de 12% a.a. (ao ano) ao final do prazo de 145 dias?

Resposta:

Outro Exemplo de cálculo de Juros Simples

Observe que expressamos a taxa i e o período n, na mesma unidade de tempo, ou seja, anos. Daí ter dividido 145 dias por 360, para obter o valor equivalente em anos, já que um ano comercial possui 360 dias.

Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *